6 Tendências de E-commerce Para 2020

Até o final de 2019, a estimativa do valor total das vendas no varejo de e-commerce estava previsto em US$3,4 trilhões! No setor de comércio eletrônico altamente competitivo, a relevância precisa ser uma prioridade. Um dia você está em alta, no outro, em baixa. As empresas de e-commerce devem estar constantemente atentas às formas de manter sua marca e produtos diante dos olhos de seus clientes.

Uma das melhores maneiras de fazer isso é simplesmente ficar alerta e atualizado quanto as tendências do comércio eletrônico.

Por fim, quando se trata de testar tendências, é importante garantir que todas as alterações feitas sempre estejam melhorando as coisas para os seus clientes.

Dito isto, atualmente existem algumas tendências significativas do e-commerce que todo empreendedor online deve conhecer (e considerar tirar proveito).

Vamos falar das maiores.

  1. O Google está se tornando um mercado online

A menos que sua marca seja super conhecida, é provável que a maioria dos seus clientes chegue ao seu site por meio de pesquisas orgânicas ou pagas por itens que sua loja oferece. Portanto, para colocar seus produtos na frente de mais clientes, você deve otimizar o Google Shopping. Ele é um canal de vendas muito poderoso - e pode ser um incrível truque de SEO para lojas de e-commerce.

A integração da sua plataforma de comércio eletrônico ao Google Shopping irá criar um anúncio de lista de produtos, que irá cobrir automaticamente as SERPs na guia Compras quando um cliente pesquisar um produto que corresponda à sua loja. Esta é uma notícia interessante para as lojas de comércio eletrônico que vendem produtos de nicho.

Falando nisso, um estudo de caso recente descobriu que o Google Shopping ajuda a aumentar as conversões em mais de 17%.

O processo de instalação também é bastante simples. Você só precisa ir ao Google Merchant Center para se inscrever e, se sua loja online atender aos requisitos de anúncio, poderá começar a anunciar por meio deste canal que, por sinal, é lucrativo.

  1. Os clientes de e-commerce estão comprando nas mídias sociais

Atualmente, mídias sociais são muito mais do que apenas curtidas, compartilhamentos e fotos de cachorros fofos. Muitos canais sociais estão se transformando em mini-mecanismos de pesquisa próprios - e 55% dos compradores de e-commerce compraram um produto diretamente através da publicação social de uma marca.

Atualmente, muitas plataformas estão facilitando a venda direta de lojas de comércio eletrônico diretamente em suas páginas sociais, com links incorporados. Isso significa que os clientes podem clicar em produtos específicos em uma postagem e ser direcionados diretamente para uma página do produto, facilitando muito o aumento das compras por impulso por meio da publicidade online.

  1. AR e VR estão se tornando mais comuns

Um dos maiores desafios que as lojas e-commerce sempre enfrentaram é o fato de seus clientes não poderem ver o produto antes de comprá-lo. Isso dificulta a venda de roupas, móveis e outros acessórios que as pessoas desejam visualizar antes de comprar.

AR e VR estão ajudando a resolver esse problema, permitindo que os clientes experimentem virtualmente produtos sem tocá-los fisicamente. Empresas como a Warby Parker lançaram um aplicativo que usa AR para que os clientes possam experimentar diferentes óculos antes de fazer o pedido.

A Amazon e a Ikea também usam tecnologia semelhante para que os compradores possam testar como as peças de mobiliário ficarão em suas próprias casas.

As lojas de comércio eletrônico devem observar as maneiras pelas quais a tecnologia está revolucionando a experiência do cliente e considerar investir nesses sistemas digitais.

  1. Produtos personalizáveis ​​são um grande sucesso

A personalização passará para o próximo nível com produtos totalmente personalizados para o indivíduo. Muitas lojas de e-commerce estão aproveitando o conteúdo interativo - como questionários e pesquisas - para criar produtos totalmente personalizados que atendem às necessidades ou preferências de cada um.

Uma área em que essa tendência é especificamente predominante é na saúde e bem-estar. Lojas como a Curology e Gainful criam linhas de produtos totalmente personalizadas com base nas necessidades e objetivos de saúde do indivíduo, enquanto marcas como a Native usam um questionário interativo para criar um perfil de perfume personalizado que as pessoas podem comprar, como desodorante ou sabonete líquido.

  1. Opções flexíveis de pagamento para grandes compras

Se os produtos da sua loja tendem ir para o lado mais caro, pode ser difícil converter novos clientes simplesmente por eles considerarem essa compra um investimento arriscado. Uma tendência do comércio eletrônico que pode ajudar a combater isso é oferecer opções flexíveis de pagamento por meio de sistemas como Paypal.

Esses serviços dividem automaticamente grandes compras em pagamentos iguais menores ao longo de vários meses - tornando as compras grandes um pouco mais fáceis de pagar. Na verdade, os varejistas que oferecem Paypal especificamente viram as taxas de conversão aumentarem entre 20% a 30%.

  1. Empresas e consumidores estão se tornando mais ambientalmente conscientes

Preocupar-se com a Terra não é mais apenas para quem abraça árvores ou para millennials. Atualmente, a maioria dos consumidores está muito mais consciente sobre seu impacto ambiental e deseja apoiar as empresas que estão fazendo o seu melhor para reduzir as pegadas de carbono.

87% dos consumidores concordaram que estariam mais propensos a comprar um produto de uma marca que oferecesse um benefício social ou ambiental - dando às empresas mais um motivo para se buscarem a sustentabilidade.

Muitas marcas de comércio eletrônico estão fazendo o possível para reduzir o desperdício de remessas usando materiais reciclados ou biodegradáveis - como pacotes de amendoins que se dissolvem na água. Algumas empresas estão sendo super criativas nesse quesito - como a Banish Skin Care, marca americana que envia produtos embrulhados em meias de marca (em vez de plástico bolha) para reduzir o desperdício.

Conclusão

Embora as tendências venham e venham de forma inerente, é importante que as empresas de comércio eletrônico prestem atenção às que estão causando impactos significativos na experiência e nas conversões do cliente. Embora essas tendências possam mudar e evoluir com o tempo, muitas lojas online estão obtendo retornos incríveis ao capitalizá-las.

Comente: quais dessas tendências mais recentes você pretende testar?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

FREE MULTIAGÊNCIA  BLUMENAU 47 3326 7565    
arrow-uptwitterfacebooklinkedinyoutube-playinstagram