Market network: o futuro dos negócios conecta marca e público de maneira interativa


A mistura das redes sociais, que têm o objetivo de conectar a marca com seu público, e do marketplace, focado na venda, originou o Market Network: o futuro do relacionamento com o cliente. A novidade oferece uma interação ainda mais direta entre empresa e consumidor.


Você já contou quantas horas por dia passa navegando na internet? Alguns estudos já. Apenas no Brasil, em média, passamos mais de nove horas diárias consumindo conteúdos digitais. Apenas nas redes sociais somamos mais de três horas diárias. No marketplace não é diferente. Assim como as redes, o formato focado em venda tem crescido cada vez mais. 

Ambos são formatos já consolidados e incorporados na rotina mundial. Por isso, para unir o melhor dos dois mundos, surgiu o Market network. A plataforma, pensada para proporcionar uma experiência ainda mais prática, menos burocrática e estressante ao consumidor, cria redes que possibilitam a interação ainda maior de profissionais e clientes.

No dia a dia, o novo modelo permite que as marcas exponham seus produtos e serviços em um só ambiente. Além da praticidade oferecida ao consumidor, que encontra no mesmo lugar tudo que possa lhe gerar interesse, a comunicação e os processos burocráticos são bem mais simples. Fora, claro, a oportunidade de potencializar o networking. 

Market network? Por quê? 

As redes de mercado, como também são conhecidas, oferecem uma vantagem simples e muito valiosa: a conexão mais significativa e de longo prazo que uma transação tradicional. O modelo “imita” como os negócios acontecem na vida real. 

Introduzido por James Currier, um investidor da área de tecnologia que acredita que o futuro do relacionamento das marcas com seus clientes se dará por meio de plataformas bastante próximas, o modelo de negócios, que visa um relacionamento mais próximo e humanizado, ainda é novo no Brasil. Mas, nos Estados Unidos, já é visto com uma tendência bem consolidada. Você deve estar se questionando qual é o principal impacto de um market network, certo? Se não está, deveria. 

A principal mudança está na forma como a venda acontece. Ao invés da venda tradicional onde o consumidor tem uma comunicação unilateral, apenas recebendo informação da marca, com a plataforma os clientes podem opinar, avaliar os produtos e serviços oferecidos, indicar colaboradores que têm o perfil da marca e colaborar com o trabalho. Tudo isso de maneira simples, claro. 

Outra característica bastante interessante do market network é que são criados diferentes nichos de serviços oferecidos, o que fomenta o contato entre os profissionais, auxiliando tanto nas referências quanto no crescimento do negócio. 

Mas, e na prática? 

A HoneyBook é uma plataforma que utiliza o modelo, nos Estados Unidos. A empresa oferece, a pequenos e iniciantes negócios, a possibilidade de divulgação e gerenciamento de transações em um só lugar. Quando falamos de pequenas e médias empresas, a ideia se transforma em uma maneira de crescer e ampliar a presença no mercado. 

no Brasil, a Archademy foi pioneira na nova plataforma. A empresa criou o primeiro network do país, para que arquitetos e decoradores possam apresentar seus trabalhos e serem avaliados e encontrados por clientes. Segundo Anna Rafaela Torino, uma das fundadoras da Archademy, a novidade só tende a crescer no Brasil, e já traz diversos benefícios para pequenos e médios negócios que realizam vendas online. 

Como funciona o market?

A introdução em uma dessas plataformas é como a criação de uma conta nas redes sociais. O profissional cria um perfil, onde vai apresentar os serviços e trabalhos já realizados. Lá os clientes que se interessam pelo nicho podem analisar os trabalhos, tirar dúvidas, ver opiniões de outras pessoas e ter acesso à nota de qualidade do profissional ou empresa. Além disso, os participantes do market network podem se conectar a outras pessoas que têm as mesmas necessidades e interesses, fortalecendo o networking.

Como acontece a contribuição para o mundo dos negócios?

Como James Currier defendeu em sua apresentação do conceito, o market network tem um grande potencial de transformar a maneira como os consumidores e as empresas se relacionam. A ideia gira em torno da cooperação, troca de informação e experiência mais humanizada. Esse aprofundamento irá fazer com que a reputação das empresas e dos profissionais seja ainda mais fundamental, já que avaliações são permitidas e mostradas ao público. 

Sem contar o leque de possibilidades do consumidor, que terá mais opções do mesmo nicho, poderá escolher a empresa ou profissional que mais lhe agrada e passa a avaliar de maneira mais criteriosa o que consome.

Antes pedíamos indicações de serviços a amigos. Hoje, por exemplo, é possível encontrar as empresas e profissionais dentro do market network. Estamos cada vez mais conectados às redes sociais, e o mercado também. O market veio para facilitar a burocracia e fortalecer pequenos e médios negócios. 

Você, empresário e prestador de serviço individual, já criou seu perfil na tendência mais avançada de vendas do mercado? Conte-nos! 

Não sabe como se comunicar e posicionar sua marca? Siga-nos e conte com o nosso time de especialistas. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

FREE MULTIAGÊNCIA  BLUMENAU 47 3326 7565    
twitterfacebooklinkedinyoutube-playinstagramwhatsapp